NÚCLEO BENFIQUISTA DA IMPRENSA NACIONAL-CASA DA MOEDA

segunda-feira, 7 de junho de 2010

Futsal nas decisões nacionais

Taça de Portugal

Já há muito que o Benfica jogou a final da Taça de Portugal contra o Belenenses, mais precisamente no dia 8 de Maio. Não escrevi sobre esse jogo aqui antes porque ainda não o tinha conseguido digerir!
O Benfica foi ao Entroncamento disputar a Taça com o Belenenses, crónico derrotado ante o Benfica, e desta vez não conseguiu ganhar. É já notório que, após a final da UEFA Futsal Cup, os nossos jogadores têm vindo a mostrar uma quebra de forma e este jogo provou-o. O Benfica adiantou-se no marcador com um golo de Joel Queirós, a passe de César Paulo, perto do intervalo que não deve ter feito bem à nossa equipa pois a segunda parte foi muito mal conseguida. Jardel empatou o jogo a cinco minutos do fim e o jogo foi para prolongamento. Depois veio o desastre, com o Belenenses a forçar muito o ataque, a jogar com guarda-redes avançado, quando faltavam seis segundos para levar o jogo para penáltis Marcelinho consegue dar a vitória aos azuis e, com isso, levar a taça para Belém.
O jogo ficou marcado pela clara dualidade de critérios dos árbitros, que é como quem diz, um pouco da taça é deles! Tanto no plano técnico como disciplinar quiseram presentear o Belenenses com a primeira grande conquista nacional. Mas a vingança serve-se fria e, em ano de Benfica campeão europeu, a meia-final do play-off foi como que um relembrar de quem manda.

Campeonato

Como já tinha anunciado, o Benfica ia disputar os quartos-de-final com o Fundão e, apesar de parecer um passeio para o Benfica, a eliminatória foi complicada. Depois de ganharmos o primeiro jogo fora, ainda que no desempate por penáltis, perdemos em casa o segundo por 2-4. Disputar um terceiro jogo com o Fundão não estava nos planos mas a equipa de André Lima não vacilou e fez o que lhe competia. Joel Queirós, Ricardinho, Davi e Costinha devolveram os quatros golos do jogo anterior e levaram o Benfica para a meia-final com o Belenenses.


Na meia-final aguardavam-se maiores dificuldades até porque teríamos desvantagem no factor casa no caso de ser necessário disputar um terceiro jogo. O Benfica mostrou quem é tri campeão nacional e campeão europeu. Vencemos por 3-1 com toda a justiça e golos de Joel Queirós, César Paulo e Ricardinho.


No segundo jogo, em Belém, os azuis acusaram a pressão típica de uma equipa que não está habituada a grandes conquistas. Os locais ainda começaram melhor com um golo do nosso carrasco da Taça de Portugal, Marcelinho, ainda na primeira parte. Se a primeira parte tinha sido equilibrada a segunda foi toda encarnada. Os suspeitos do costume, César Paulo e Joel Queirós, deixavam o Benfica em vantagem quando ainda nem tinha sido atingido metade do tempo e no último minuto o mágico Ricardinho fez desaparecer o Belenenses e colocou o Benfica na Final. Justiça e um pouco de vingança na casa do adversário onde o prato se serviu bem gelado.

A final vai ser disputada com o Sporting à melhor de cinco jogos e, mais uma vez, com desvantagem no factor casa para o Benfica em caso de necessidade de disputar um quinto jogo.

Calendário da Final

Sporting vs Benfica – 12 Junho – Pav Paz e Amizade, Loures
Sporting vs Benfica – 13 Junho – Pav Paz e Amizade, Loures
Benfica vs Sporting – 19 Junho – Pavilhão da Luz
Benfica vs Sporting – 20 Junho – Pavilhão da Luz (se necessário)
Sporting vs Benfica – 26 Junho – Pav Paz e Amizade, Loures (se necessário)

Nenhum comentário:

Postar um comentário